Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Regresso!

por Dona das Chaves, em 02.08.11

 

 

 

 

 

Agosto chegou com má cara, e não sei se é bom ou mau. Quer dizer, para quem está de férias é mau, mas para mim, se calhar, esta má cara tem o dom de não me deixar a lamentar as férias que acabaram. Regressar ao trabalho, depois de duas semanas em que não pensei uma única vez em trabalho, poderia ser dramático, o que não se está a verificar, uma vez que as coisas estão mornas, muito pouco movimento, e com esta chuva não há vontade de estar na praia a banhar o coiro. Como me bronzeio facilmente, sem apanhar sol, basta o ar circulante, os meus colegas levam o tempo a insinuar que passei as férias na praia, por mais que eu diga que não. E não passei mesmo, fui duas vezes, por pouco tempo, e não estive ao sol, mas à sombra do chapéu de sol e ao abrigo do vento que não permitia banhos nem de sol, nem de mar. Trabalhar em Agosto, quando a maioria das pessoas está de férias, é muito bom, há menos stress nas estradas, nas horas de "ponta" não há confusão nos centros comerciais e super-mercados. A vida corre mais leve nesta altura em que o nível do trabalho desce, e a pressão diminui. Eu prefiro fazer as férias em Julho, e em Agosto estar a trabalhar ao fresco, se bem que a minha alergia ao ar condicionado regresse logo ao segundo dia de trabalho, provavelmente é por falta de manutenção e limpeza do mesmo, que eu tenho esta alergia, pois, a mesma não se verifica noutros locais com ar condicionado, ou então é por tantas horas de exposição. Nada posso fazer, a não ser coçar-me e gastar lenços de papel, mas isto é irritante, porque logo que saio do trabalho deixo de sentir urticária. Um senão de trabalhar nesta altura, é deixar de ter tempo para "devorar" livros, e vê-los na estante a insinuarem-se, a fazerem-me olhinhos, e eu a ter que ignorar, porque o último que comecei, ainda vou a meio da leitura e sem previsão para terminar, o que nem tem a ver com ser Agosto ou Maio, acontecerá sempre que as férias terminem, independentemente da altura do ano. O tempo para leitura é drásticamente reduzido durante a época laboral, bem como outros passatempos, afinal passamos mais de um terço do dia dedicados ao trabalho e deslocações para o mesmo. Afinal, há mais coisas que no regresso ao trabalho não poderei continuar a fazer, tipo dormir até mais tarde, papar séries na televisão até de madrugada. No entanto, posso continuar a comer as comidas de Verão, porque disso eu não abdico, até porque não tenho preguiça de me enfiar na cozinha e deitar mão à obra, seja em que tempo for.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Links

Outros apartamentos:

O meu lado bipolar:


Favoritos