A visão da dona das chaves de um apartamento t1, solteira na casa dos 30 e uns anos, e do seu gato, gordo que nem um texugo, já com alguma idade, ambos às voltas com a decoração da casa e tudo o que uma casa para dois envolve, agora com mais uma gata

18
Mai 12

 

 

Há muito que não escrevo por aqui! Isto não anda nada fácil, descarrilei e agora ainda fica tudo mais difícil. Como se não bastassem todas as coisas que correm menos bem, com o apagão da televisão analógica, fiquei sem televisão, duas vezes... uma vez, porque como a minha televisão que tem sintonizador digital, não estava a apanhar nada no t1, resolvi trazer para casa dos pais para ver se era da TV, ou da antena do prédio. Deixei-a ficar no meu quarto, sempre podia ver algumas séries e filmes. Acabou por ficar na sala, porque a televisão da sala precisava de um descodificador, e eu disse que podia deixar cá ficar a minha (pensando ser por pouco tempo), até a minha irmã resolver a situação, se comprava uma televisão nova ou se um descodificador para a televisão existente. A minha irmã só comprou um descodificador para o quarto da minha sobrinha, e entretanto a situação tem-se arrastado. Eu só consigo ver a Anatomia de Grey à terça-feira, e de resto a televisão é para ela ver telenovelas. Se reclamar, vou ser chamada de somítica... pois... A segunda vez, porque afinal o prédio não tem antena própria, e existe sim um contracto com um operador de televisão por cabo. O primeiro operador que consultei, não era o certo. O segundo tinha de ser o certo, porque pela idade do prédio só haviam dois operadores na altura. Se no primeiro já me queriam instalar um telefone, e os 4 canais por 10€, no segundo foram solícitos e só me pedem que leve uma cópia do acordo com o construtor, para poderem mandar deslocar os técnicos para instalarem então os 4 canais nacionais gratuitos. A coisa complica-se, porque o condomínio é feito por duas moradoras do prédio, sendo que a que conheço, pouco ou nada percebe da coisa, a outra outra senhora também não me parece que tenha grande noção da coisa, pelo que me apercebi das conversas que tive com a senhora que eu conheço. É a gestão possível, porque querem mandar pintar parte do prédio, e é preciso poupar o dinheiro que se pagava a uma empresa de gestão de condomínios. Logo, não sei se alguma das senhoras sabe quem foi a empresa construtora do prédio, ou se tem na posse do condomínio esse tal acordo.  Vou ter de ver este fim de semana, com as senhoras. Vai ser complicado resolver esta situação, porque eu não tenho um horário que me permita ir durante a semana ao escritório da empresa de construção, ou nem sei se não é uma das muitas empresas que faliram com a crise do início desta década. E sem o acordo, não há ligação. Sem ligação não há televisão. Eu não tenho dinheiro, e não quero pagar por 4 canais que são de graça. Está difícil ir morar no t1...

 

publicado por Dona das Chaves às 23:36
sinto-me: desanimada

mais sobre a dona das chaves e o gato
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


a ganhar pó
Gatos, gatos, gatos, a maior paixão!

Gatinhos

Meter o nariz...
 
blogs SAPO